Quais São os Hábitos Que Impedem Nossa Evolução?

Quais São os Hábitos Que Impedem Nossa Evolução? - Site Espiritismo na Prática - Grupo de Estudos Espírita Paulo de Tarso
Ícone de views - Site Espiritismo na Prática - Grupo de Estudos Espírita Paulo de Tarso Views: 10
0 comentário(s)

Todos nós temos hábitos que repetimos diariamente, mas nem todos os hábitos são saudáveis ao nosso Corpo, Mente e Espírito.


“Como uma esteira de reflexos mentais acumulados, operando constante indução à rotina, nos colocando como embarcações ao gosto da correnteza” - Livro: Pensamento e Vida, Emmanuel


Um dos hábitos muito comum atualmente, que eu percebo na sociedade, é o de você interromper a fala do outro, a pessoa está expondo a sua ideia e a gente acaba interrompendo, sem aguardar a nossa vez de falar.


Precisamos também respeitar e sermos educados com as pessoas, assim como não podemos fazer piadas de tudo, e nem submeter o nosso próximo a humilhação, a zombaria, por que isso não é fraterno. 


Há brincadeiras saudáveis e oportunas, mas na maioria das vezes, nós agimos na maldade e no desrespeito ao nosso próximo.


“Desrespeitar as pessoas com perguntas desnecessárias.


Contar piadas suscetíveis de machucar os sentimentos de quem ouve.” - Livro: Sinal Verde, André Luiz


Temos muitos péssimos hábitos, pois somos invigilantes e indisciplinados, e a mudança desses hábitos requer um esforço constante, no qual nós, muitas vezes, não queremos nos dar ao trabalho de modificar em nós aquilo que é ruim.


E assim, esses hábitos são os nossos algozes, que nos faz mergulhar em trevas ou se conectar a elas, consorciado-se a Espíritos inferiores.


Mas há hábitos que nós temos e que muitas vezes, mexe com o nosso orgulho, então, basta alguém nos contradizer, desnudar a nossa mentira ou equívoco, basta que alguém acenda uma pequena faísca e nós explodimos.


“Não saber aguentar injúrias ou críticas.


 Não procurar dominar-se, explodindo nos menores contratempos.” - Livro: Sinal Verde, André Luiz


Costumo dizer que muitas pessoas vivem em prontidão, com uma lança e um escudo, pronto para se defender e para atacar.


Ah, mas tem duas atitudes que do meu ponto de vista são as mais difíceis de serem vencidas:


“Deixar sempre para amanhã a obrigação que se pode cumprir hoje.


Reclamar dos outros aquilo que nós próprios ainda não conseguimos fazer.” - Livro: Sinal Verde, André Luiz


Esses dois hábitos são questões importantes em nossa vida, que se nós extirpassemos de nossa rotina diária, resolveriamos a metade de nossos problemas.


Quando a gente procrastina as nossas obrigações e deveres, estamos perdendo a oportunidade de concluir aquele objetivo ou compromisso, e isso nos impede de avançar, de conquistar novas realizações para nos aprimorar como Almas em evolução.


Assim como, se deixassemos de reclamar dos outros, o que nós também não conseguimos fazer, ajudaria a enxergar em nós mesmos o real problema da reclamação, pois, muitas vezes, buscamos olhar no outro aquilo que existe em nós mesmos.


Logo penso, porque estou reclamando, achando problema, quem sou eu para olhar no argueiro dos outros se há uma trave que me impede de enxergar direito?


“Pedir apoio sem dar cooperação.” - Livro: Sinal Verde, André Luiz


E se tem uma coisa que me deixa abismado é você terceirizar suas tarefas que você se comprometeu a cumprir, mas falo de questões de trabalho, pois algumas coisas há necessidade de terceirizar, mas me refiro a nós mesmos que não assumimos e/ou não cumprimos os nossos compromissos.


“Aceitar deveres e largá-los sem consideração nos ombros alheios” - Livro: Sinal Verde, André Luiz


Vou dar aqui um exemplo simples e de fácil compreensão.


Um amigo ou familiar está no hospital e eu me prontifico a cuidar dela, então, chamo o Joãozinho, a Mariazinha e o Joaquim para fazer cuidar do enfermo, mas sendo que o compromisso era meu, na qual dei a palavra.


Gostaria de destacar alguns hábitos que eu acho inadequado e totalmente ilógico e irracional:


1. Fazer fofoca, caluniar ou difamar pessoas.


2. Reclamar de tudo, nunca estarmos satisfeitos com a execução de tarefas ou atividades de terceiros, achando que só nós fazemos de forma perfeita, ou seja, só nós estamos certos sempre.


3. Proibir, reprimir, recomendar ou ensinar os outros a não fazer certa coisa, mas vamos lá fazemos tudo que dizemos para não fazerem. Ex. Ensino meu filho a não mentir, mas basta alguém ligar no telefone que peço para o filho dizer que não estou em casa.


4. Quando alguém nos repreende, vociferamos e jogamos todos os podres da pessoa na cara dela, mas quando esfriamos a cabeça, nos sentimos culpados e analisamos que fomos longe demais, além da conta.


5. Gritar com os outros, conversar gritando com os outros, falar palavrões e gírias. 


6. Se intrometer na conversa alheia, dar palpite sem dominar o assunto, ou discutir sem saber o que se está  falando. 


7. Culpar os outros pelo seu próprio fracasso ou por sua falta de competência ou habilidade para lidar com situações e atividades.


8. Pessoas que só querem saber dos seus direitos e passam longe de seus deveres e obrigações.


9. Fazer ruídos e barulhos com som alto, carros, motos e qualquer outro dispositivo que incomode o nosso próximo: idoso, doente, pessoa que trabalha em turno diferente do seu e pessoas que têm sensibilidade ao som alto. 


10. Os conformistas, os comodistas, os vitimistas, os os incultos, e os preguiçosos.

Tags para Pesquisa

hábitos hábitos infelizes rotina rotinas ruins elevação evolução progresso moral

Destacamos para você

Temos 0 comentário(s) neste artigo

Faça o seu comentário sobre este artigo: