Quais são as consequências do Aborto Segundo o Espiritismo?

Quais são as consequências do Aborto Segundo o Espiritismo? - Site Espiritismo na Prática - Grupo de Estudos Espírita Paulo de Tarso
Ícone de views - Site Espiritismo na Prática - Grupo de Estudos Espírita Paulo de Tarso Views: 177
0 comentário(s)

Há vida em toda a parte, no micro e no macrocosmo, em todas as dimensões, influenciamos e interagimos com muitas formas de vidas, em todos os estágios da Evolução, e, que todo pensamento e toda ação, boa ou má, repercutirá e interagirá com todos esses Seres.


A célula, independente do grau de importância dela no organismo vivo, está cheia de vitalidade, e dedica-se a gerar disposições física para que haja condição de se desenvolver e agrupar-se ou organizar-se com outros indivíduos celulares para que a Vida prospere e evolua.


O óvulo da mulher é um organismo vivo, assim como os espermatozoides do homem, que quando juntos fecundam e unem-se para consagrar a benção da Vida de um Ser.


Combinam forças vitalizadoras que proporcionam as mutações necessárias do Ser durante o período gestativo que se inicia no momento da fecundação, desde esse período é que a Vida se inicia naquele Ser.


A forma como conduzimos o período de gestação e as condições que oferecemos ao desenvolvimento do bebê estará sendo observada e medida pela Lei de Ação e Reação que responsabilizará o pai e a mãe, em graus diferentes, caso negligenciem a gestação ou busquem o aborto criminoso.


Embora muitas pessoas não percebam que toda ação gera uma reação, e que o aborto é tirar a oportunidade de uma criatura de experimentar a Vida e reparar os erros do passado ou cooperar com o progresso da Humanidade.


Temos na história da Humanidade diversas situações em que médicos e familiares que pediram para que mães abortassem suas crianças, por diversos motivos, mas, entre estas histórias, destaco o caso do Beethoven, que a sua mãe foi incitada ao aborto, mas, se ela tivesse abortado, não conheceríamos Beethoven e a beleza de suas músicas.


Entre os piores crimes que uma pessoa pode cometer é o aborto, pois além de trazer consequências terríveis e irreparáveis para o Espírito que estava reencarnando, recairá sobre a mãe e o pai todo o peso da Justiça Divina.


Consideramos, como verão nos comentários dos Espíritos amigos que o ato do aborto será considerado um crime de infanticídio, porém, nesse caso, mais grave, uma vez que a criança não possui condições de reagir ao procedimento brutal que trará consequências para a mãe por diversas reencarnações, atrasando a sua evolução, pois aceitou ou agiu a sangue frio permitindo que o médico abortista, também criminoso, arrebentasse o corpo indefeso da criança com instrumentos da morte.


Mesmo, naqueles casos em que a Vida é apenas um aglomerado de células, nas primeiras horas da gestação, nesta etapa, já existe a Vida, pois o Espírito já está ligado ao grupo celular.


Se a mulher não deseja engravidar há muitos meios e métodos para prevenir a gravidez, assim como o homem, dessa forma, nada justifica o aborto.


É recomendável que a mãe permita a gestação da criança e o seu nascimento e se caso não deseje ficar com o bebê, possa entregar a pessoas que desejam cuidar da criança.


Nestes casos, as consequências existiram, em menor grau, pois será atenuada porque não permitiu o aborto, mas será observada na Lei de Ação e Reação somente o ato de não cuidar da criança.


Muitas dores e sofrimentos futuros não existiriam se nós compreendêssemos que toda ação que realizamos no mundo traz consequências e que com Deus não existe barganha e tão pouco chantagem emocional que muitos de nós estamos acostumados e que usamos como meio de fuga de nossas responsabilidades.


Lembre-se sempre, que toda ação, boa ou má, traz uma consequência, pois toda a semeadura que fizermos no mundo teremos que colher, essa é uma Lei Universal.

Abaixo, deixaremos algumas mensagens que os Espíritos amigos nos deixaram como meditação e reflexão:


880 - Qual o primeiro de todos os direitos naturais do Homem?


- O de viver. Por isso é que ninguém tem o de atentar contra a vida de seu semelhante, nem de fazer o que quer que possa comprometer-lhe a existência corporal .O Livro dos Espíritos - Editora FEB.


 


“357 – Que consequências tem para o Espírito o aborto?


- É uma existência nulificada e que ele terá que recomeçar .” O Livro dos Espíritos - Editora FEB.


 


358 – Constitui crime a provocação do aborto, em qualquer período da gestação?


- Há crime sempre que transgredis a lei de Deus. Uma mãe, ou quem quer que seja, cometerá crime sempre que tirar a vida a uma criança antes do seu nascimento, por isso que impede uma alma de passar pelas provas a que serviria de instrumento o corpo que se estava formando .O Livro dos Espíritos - Editora FEB.


 


Fugi do satânico propósito de sufocar os rebentos do próprio seio, porque os anjos tenros que rechaçais são mensageiros da Providência, assomantes no lar em vosso próprio socorro, e, se não há legislação humana que vos assinale a torpitude do infanticídio, nos recintos familiares ou na sombra da noite, os olhos divinos de Nosso Pai vos contemplam do Céu, chamando-vos, em silêncio, às provas do reajuste, a fim de que se vos expurgue da consciência a falta indesculpável que perpetrastes.Religião dos Espíritos, Emmanuel – Cap 21, Editora FEB.


 


“... na medida de intensidade do pensamento maternal, que opera, por meio de impactos sucessivos, condicionando as células do aparelho reprodutor, que se lhe respondem aos apelos segundo os princípios de automatismo e reflexão. Em contrário há, por exemplo, os casos em que a mulher, por recusa deliberada à gravidez de que já se acha possuída, expulsa a entidade reencarnante nas primeiras semanas de gestação, desarticulando os processos celulares da constituição fetal e adquirindo, por semelhante atitude, constrangedora dívida ante o Destino.Evolução em Dois Mundos, André Luiz – Cap 13 – Parte 2, Editora FEB.


 


É dessa forma que a mulher e o homem acumpliciados nas ocorrências do aborto delituoso, mas principalmente a mulher, cujo grau de responsabilidade nas faltas dessa natureza é muito maior, à frente da vida que ela prometeu honrar com nobreza na maternidade sublime, desajustam as energias psicossomáticas, com mais penetrante desequilíbrio do centro genésico, implantando nos tecidos da própria alma a sementeira de males que frutescerão, mais tarde, em regime de produção a tempo certo.


Isso ocorre não somente porque o remorso se lhes entranhe no ser, à feição de víbora magnética, mas também porque assimilam, inevitavelmente, as vibrações de angústia e desespero e, por vezes, de revolta e vingança dos Espíritos que a Lei lhes reservara para filhos do próprio sangue, na obra de restauração do destino.” Evolução em Dois Mundos, André Luiz – Cap 14 – Parte 2, Editora FEB.


 


Homens da Terra, e sobretudo vós, corações maternos chamados à exaltação do amor e da vida, abstende-vos de semelhante ação, que vos desequilibra a alma e entenebrece o caminho!Religião dos Espíritos, Emmanuel – Cap 21, Editora FEB.


 


 

Tags para Pesquisa

aborto gestação consequências do aborto crianças bebê

Destacamos para você

Temos 0 comentário(s) neste artigo

Faça o seu comentário sobre este artigo: